Brasil, o país dos Bilhões em corrupção

Aécio Neves recebeu R$ 1 milhão em dinheiro durante a campanha de 1998, afirma Sérgio Machado

Relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin determinou o arquivamento das citações ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, sobre repasse de recursos ilícitos para eleger deputados do PSDB durante a campanha à reeleição de Fernando Henrique Cardoso.

O pedido de arquivamento, feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi em razão da prescrição do tempo para que houvesse punição e do tempo decorrido das suspeitas que foram apresentadas contra Aécio Neves.

Diante dos fatos ocorridos de 1998 até 2000 e a passagem de 16 anos, tempo máximo da pena de crime de corrupção passiva, no qual o tucano se enquadraria, Fachin concordou com Janot de que o suposto crime já não poderia ser punido desde 2016.

“À época em que os fatos teriam ocorrido, a pena máxima cominada ao delito do art. 317 do Código Penal era…

Ver o post original 160 mais palavras

Anúncios