rsurgente

Estudantes de mais de 20 cursos da UFRGS decidiram ocupar suas unidades em protesto contra políticas do governo Temer. (Foto: Reprodução/Facebook) Estudantes de mais de 20 cursos da UFRGS decidiram ocupar suas unidades em protesto contra políticas do governo Temer. (Foto: Reprodução/Facebook)

Jacques Távora Alfonsin

Alastra-se por todo o país a ocupação de escolas promovida por quem as/os golpistas jamais imaginariam acontecesse. A juventude estudantil está inconformada com o modelo do Estado de exceção imposto ao povo desde a deposição da presidenta e está resistindo dentro do próprio espaço onde a democracia mais teria de ser respeitada.

Esse ambiente político de animosidade propicia a alguns integrantes do Poder Judiciário aproveitarem a oportunidade para baixar ordens armadas com a violência da força pública. Assim atraem a atenção da mídia, intimidam, impressionam, criam no imaginário da população “bem servida de bens” uma confortável sensação de segurança que toda a manifestação de violência cria, quando se abate sobre outros direitos que não os próprios.

Serve de exemplo o despacho de um juiz do Distrito…

Ver o post original 848 mais palavras

Anúncios