LavraPalavra

Por Jürgen Habermas e Thomas Assheuer, via Die Zeit, traduzido por Ivan Pinheiro de Figueiredo

Núcleo da Europa ao resgate: uma conversa com Jürgen Habermas sobre Brexit e a crise da UE.


Thomas Asshauer: Sr. Habermas, o senhor alguma vez pensou que o Brexit seria possível? O que pensou quando ouviu sobre a saída?

Jürgen Habermas: Nunca entrou em minha cabeça que o populismo derrotaria o capitalismo em seu país de origem. Dada a importância existencial do setor bancário para a Grã-Bretanha o poder midiático e a influência política da cidade de Londres, não era esperado que questões de identidade prevalecessem sobre interesses.

TA: Muitas pessoas estão requerendo referendos em outros países. Um referendo na Alemanha produziria um resultado diferente daquele da Grã-Bretanha?

JH: Bem, suponho que sim. A integração europeia estava – e ainda está – nos interesses da república federal da Alemanha. Nas primeiras décadas…

Ver o post original 3.770 mais palavras

Anúncios